menopausa

Menopausa: 6 dicas para aliviar os sintomas

A menopausa é um processo natural que assinala o início do envelhecimento da mulher. Conheça os diferentes sintomas e como aliviá-los.

O que é e o que implica?

A menopausa marca o início do envelhecimento da mulher do ponto de vista fisiológico e é determinado pela idade em que a mulher teve a última menstruação (por norma entre os 45 e os 55 anos).

Em causa está o fim da produção de estrogénio e progesterona pelos ovários, dando-se o fim da menstruação. A irregularidade menstrual é a consequência mais direta, afetando 75% das mulheres. Sintomas como afrontamentos, suores, sensibilidade ao calor, problemas de sono e alterações de humor são comuns nesta fase.

Sintomas

A menstruação irregular, ondas de calor ou suor noturno são alguns dos sintomas que surgem de forma gradual antes da mulher entrar nesta fase. A intensidade de cada sintoma pode variar de mulher para mulher, por isso, o indicado é consultar um ginecologista se desconfiar de algum destes sintomas.

Com confirmação médica, pode iniciar terapia de reposição hormonal, aliviar sintomas e melhorar a qualidade da sua vida. Fique atenta se tiver: 

Menstruação irregular

Um dos primeiros sinais é a menstruação irregular ou falta dela. Com estes sintomas, entra na fase da pré-menopausa.

Relembramos que apesar da menstruação ser irregular continua a ser possível engravidar, dessa forma, se deseja evitar uma gravidez deve consultar o seu ginecologista e utilizar um método contracetivo por ele indicado.

Ondas de calor sem razão aparente

As ondas de calor são também um dos sintomas iniciais e podem surgir mesmo antes da menstruação ficar irregular. As zonas mais afetadas por estas ondas de calor (sem razão aparente) são: rosto, pescoço ou tórax.

Suores noturnos intensos

Durante este período, também surgem outros indícios como os suores noturnos. Similares às ondas de calor, os suores noturnos interrompem o sono.

Alterações de humor

As alterações de humor são um dos principais sintomas de que esta fase está próxima; estas alterações ocorrem devido à variação hormonal e aumentam o risco de desenvolver depressão. É importante que consulte o seu ginecologista, de forma regular, para acompanhar o evoluir destes sintomas.

Secura vaginal

Apesar de ser um sintoma comum, pode não surgir em todas as mulheres. A diminuição da produção de estrogénio pelos ovários gera alterações no revestimento do canal vaginal, o que diminui a produção de muco.

A secura vaginal pode causar desconforto durante a relação sexual, vontade de urinar com maior frequência e comichão dentro e ao redor.

Pele seca e queda de cabelo

A pele seca e a queda de cabelo também são dois sinais bastantes comuns da menopausa. Isto acontece uma vez que a diminuição de estrogénio diminui a produção de colagénio. Além disso, pode causar também queda de cabelo.

Aumento de peso

Durante a menopausa a mulher pode aumentar de peso. Nesta fase, ocorre uma diminuição do metabolismo que leva ao aumento do peso mais facilmente.

Pré-menopausa e pós-menopausa

É comum que esta etapa comece dez anos antes da menopausa, e se inicie próximo dos 42 anos de idade.

A pós-menopausa, por sua vez, é a designação associada ao ano que se segue após a última menstruação. Durante este período, os sintomas podem diminuir, contudo algumas mulheres continuam com os sintomas mesmo após esta fase.

Medicação, terapia hormonal ou mudanças para um estilo de vida saudável podem ajudar a diminuir o risco de alguns dos sintomas.

Dicas para aliviar os sintomas

● Evitar bebidas com cafeína, como café, chá preto e chá verde;
● Exercícios de Kegel com frequência diária;
● Usar lubrificante vaginal à base de água;
● Utilizar técnicas de relaxamento;
● Ingerir mais vegetais;
● Suplementos de Vitamina C.

Assim, trata-se de um processo natural que assinala a conclusão natural do ciclo menstrual de cada mulher.

Exercícios Kegel

Os exercícios de Kegel são específicos para fortalecer os músculos do pavimento pélvico. A prática deste tipo de exercício é importante para manter a contenção urinária e anal. Ou seja, os exercícios Kegel têm como objetivo melhorar o controlo e a qualidade destes músculos.

Se identificar algum destes sintomas, deve consultar o seu ginecologista

Saiba mais sobre o Plano de Saúde Agilcare e tenha descontos exclusivos nas suas consultas e exames médicos.

Saiba mais >

Partilhe este artigo:

Newsletter

Receba as melhores dicas para a sua saúde

Siga-nos nas Redes Sociais.

Artigos Recentes

Temas em destaque