Síndrome de Burnout: Conheça os sintomas e o tratamento

O Burnout é causado pelo stress excessivo na vida profissional. Conheça os sintomas, as principais causas e o tratamento.

O que é o Burnout?

Também conhecido como stress profissional, o burnout é um problema de saúde pública que se desenvolve, geralmente, devido a um stress excessivo e grande sobrecarga de trabalho. Com isto, surge um esgotamento emocional, físico e mental que impossibilita o paciente de realizar as tarefas do dia-a-dia.

O burnout pode ocorrer quando existe uma maior competitividade no trabalho ou uma pressão inadequada. Mau ambiente no trabalho e entre colegas, assim como problemas pessoais são as principais causas desta síndrome. Para evitar o burnout é aconselhado manter um equilíbrio entre a vida profissional e pessoal.

Sintomas da Síndrome de Burnout

1. Sensação constante de negatividade: é comum que as pessoas que sofrem de burnout sejam pessoas negativas.
2. Cansaço físico e mental: o burnout faz com que as pessoas apresentem cansaço constante e excessivo.
3. Dificuldade de concentração: no trabalho, nas tarefas diárias ou até uma simples conversa é comprometida.
4. Falta de energia: a falta de energia para manter hábitos saudáveis é um sintoma comum.
5. Priorizar as necessidades dos outros.
6. Alterações repentinas de humor.
7. Isolamento: no conjunto desses sintomas a pessoa tende a isolar-se das pessoas mais importantes como amigos e familiares.

As diferentes etapas do Burnout

A síndrome de Burnout evolui tendo em conta três etapas:
1. Exaustão Emocional: sobrecarga e desgaste físico e emocional. Falta de energia para realizar qualquer tarefa (profissional ou pessoal).
2. Despersonalização: é assumida uma atitude mais distanciada na prestação de cuidados. Criação de barreiras cognitivas e emocionais relacionadas com o trabalho.
3. Sensação de descontentamento e desmotivação com o trabalho e vida no geral.

Burnout: o diagnóstico

Se verificar algum dos sintomas acima referidos consulte um especialista.
Dependendo da gravidade do burnout pode ser aconselhada a mudança de emprego. A psicoterapia ou consultas com um psicólogo são essenciais para acompanhar a evolução da patologia assim como a prescrição de medicação, caso necessária.

O modelo psicoterapêutico HBM é uma ferramenta muito útil no tratamento de burnout uma vez que trabalha as causas do stress e ajuda o paciente a reagir perante situações difíceis. Praticar atividade física e dormir bem são ocupações relaxantes recomendadas.

Possíveis Complicações

As pessoas diagnosticadas com burnout podem sofrer algumas consequências quando dão início ao tratamento. A síndrome de burnout pode interferir nas diversas áreas da vida, assim como desenvolver diabetes, dores musculares, dor de cabeça e sintomas de depressão.
Em casos mais graves, pode haver internamento para que seja realizado o tratamento mais adequado.

Como ultrapassar o Burnout

Com o aparecimento dos primeiros sinais de burnout é importante trabalhar estratégias para ajudar na redução de stress. Algumas das estratégias mais utilizadas são:
● Definir pequenos objetivos – seja na vida profissional ou na vida pessoal;
● Praticar atividade de lazer com família e amigos;
● Realizar atividades que saem da rotina diária – passear, ir ao cinema, ir a um restaurante;
● Conversar com alguém de confiança sobre os seus sentimentos.
A realização de exercício físico é recomendada uma vez que ajuda a aliviar a pressão e a aumentar a produção de neurotransmissores que, consequentemente, aumentam a sensação de bem-estar.

Saiba mais sobre burnout e outras patologias ligadas à Saúde Mental no nosso ebook Saúde Mental e conheça todas as vantagens do Plano de Saúde Agilcare.

Saiba mais >

Partilhe este artigo:

Newsletter

Receba as melhores dicas para a sua saúde

Siga-nos nas Redes Sociais.

Artigos Recentes

Temas em destaque